quinta-feira, 1 de maio de 2014

20 anos sem Senna...


...20 anos do pior GP do automobilismo mundial.

As vezes parece uma eternidade, as vezes parece que foi ontem, mas foi a 20 anos que aquela Williams de linda pintura azul e branca perdeu o controle e foi reta, um pombo sem asa, kamikaze em direção a um muro seco, sem proteção, fazendo com que maliciosamente uma barra de suspensão de uma das rodas daquela Williams fosse cravada de forma precisa acima da viseira do capacete (pois se fosse direto na viseira, talvez não perfurasse) afim de matar o piloto daquela até então linda Williams, odiada depois daquele momento, por conta daquele piloto ter sido um tal de Senna.

Fiz a 5 anos atrás um relato maior do que aconteceu, descrevendo como foi aquele dia, na verdade, escrevi isso a 10 anos atrás, quando faziam 10 anos da morte dele, um verdadeiro livro, se acharem interessante, acessem aqui.

Foi um GP verdadeiramente negro, sombrio, a morte de Roland Ratzenberger foi muito mais traumática pela imagem em si do que a de Senna, o carro dele perdeu a asa traseira numa curva considerada de media velocidade, abriu o cockpit na lateral, deixando o braço ir pro lado de fora, uma imagem horrível que deixou todo mundo aterrorizado, não lembro se morreu na hora, mas não mais se mexeu nas imagens. Sem contar o acidente gravíssimo de Barrichello um dia antes, sem grandes traumas, mas foi uma batida feia.

Fora isso tudo uma largada com acidente, com duas rodas voando em direção a platéia, não lembro agora se chegou a matar alguém, uma nova relargada, veio o acidente de Senna, segue a corrida, novo acidente nos boxes, mecânico gravemente ferido...

GP de Imola de 1994 da F1, o mais negro GP da história, falo isso sem ter medo de estar errado.

A F1 no Brasil praticamente está morta, Barrichello agarrou a bandeira do brasileiro que ganharia tudo e seria campeão, acabou sendo um fracasso por não poder disputar contra Schumacher, depois não teve um carro bom, chegou a ter uma épica Brawn, mas novamente levou a pior contra Button e dai em diante agonizou uma fraca Williams (curiosamente encerrou carreira também numa Williams, porém vivo). Massa nunca foi nada demais na F1, chegou a ser vice campeão, igual a Barrichello, na Ferrari, e hoje tenta fazer um bom fim de carreira adivinha onde? Williams, resta saber se vai se aposentar por la, vivo ou morto.

Continuo adorando F1, vejo toda corrida, aprendi a gostar da F1 em si, e não torcendo pra tal brasileiro ganhar, digo hoje que de fato gosto de F1, antes via mais pra torcer mesmo, mas gostava também de torcer pra um brasileiro vencer, lutar pelo título, tocar tan tan tan na bandeirada final, bons tempos.

Bons tempos que aquele tal de Senna vencia as corridas e aquela música tocava, tempos que creio que não voltaram, ao menos não tão cedo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog produzido por: Thiers - Recife - PE - Brasil - 2014