segunda-feira, 26 de maio de 2008

F1: A nova moda na F1 é malhar Nelsinho...


Cara, F1 é assim, não perdoa e não da chance a estreante, que entra numa equipe media pra grande e não anda bem logo de cara... Eu sempre critiquei esse negocio do Nelson Piquet, o pai, de só querer que Nelsinho entrasse de cara, numa equipe de ponta, ao inves de uma equipe pequena, pra ir pegando experiência, esse é o risco e isso o que acontece, voce não pode errar, TEM que andar bem e tem que corresponder, Nelsinho não esta rendendo bem, não esta correspondendo, pra equipe que tem e esta aí, sendo malhado e ja ameaçado de demissão...

Agora, vamos lembrar alguns fatos, como que Alonso tambem não tá essas maravilhas, abusou de fazer besteira em Mônaco, acho ate, que fez mais besteiras la do que Nelsinho, mesmo que quando fez, abandonou por conta disso... E eu critico isso de se entrar logo numa equipe grande sim, é perigoso, não pensem que o caso do Hamilton é normal, aquilo foi SUPER raro, um piloto totalmente novato, novo, ja chegar na F1 e andar o que andou, aquilo foi um caso MUITO raro, o normal, é se entrar de cara numa equipe de ponta, ser decepção...

Pra se ter uma ideia, dos que entraram na F1 logo de cara numa equipe de ponta nos ultimos anos e até deram certo, Montoya entrou de cara numa Williams, de cara ate andou bem, mas depois declinou, embora tenha tido muitos bons resultados, principalmente nos primeiros anos, mas depois que foi pra Mclaren declinou e ja nem esta mais la. Jacques Villeneuve entrou de cara na Williams e em pouco tempo, foi campeão, mas depois disso, nunca mais conseguiu nada chegando a andar no fim do grid. Schumacher não da pra contar, pois de uma forma ou de outra, ele estreou numa Jordan, que ja era media, quase pequena ainda, e mesmo a Benneton que correu no ano seguinte, ainda estava evoluindo, chegou a ser grande sim depois de 2 anos, mas não foi algo imediato... Kubica seria outro que ja entrou correspondendo na BMW, mas é um caso que tambem não se encaixa muito, pois a BMW estava adquirindo a Sauber que era praticamente Pequena e a fez grande, ele evoluiu com a equipe... Agora fora esses casos, não parece que tivemos muitos outros casos de sucesso... E mesmo que se tenham esses casos de sucesso, não se pode, NUNCA, pegar eles como algo padrão de como um piloto deve entrar, se portar e render na F1 logo de cara no ano de estreia...

Ser estreante na F1 é cruel, daqui que voce se estabiliza, demora, pode ser doloroso e cruel, Bourdais por exemplo, ta sofrendo na F1, claro que o carro é ruim, pra mim, ta pau a pau com Force India entre o pior do grid, não seria o mesmo caso de Nelsinho, pois uma Renualt é muito mais que uma Toro Rosso...

Agora, estrear numa equipe pequena, tem sim muitas vantagens... tem varios casos de sucesso, como o proprio Ayrton Senna que estreou numa fatidica Tolleman, Fernando Alonso que estreou numa Minardi, Raikkonen que estreou numa bem modesta Sauber, Barrichello que estreou numa Jordan que queria ser grande, ainda sendo media-pequena, Massa que tambem estreou numa mesma Sauber como Raikkonen, entre outros exemplos...

Enfim, que Nelsinho não esta correspondendo, isso é fato, mas eu acho que um estreante, no seu primeiro ano, precisa ter credito para errar, tentar aprender com os erros e evoluir, não pode simplismente chegar, ter que acertar e pronto, se vira pra isso, não é assim, nisso voce pode queimar grandes pilotos, que poderiam ser ate campeões, se fossem melhor trabalhados...

Vamos dar mais um tempo a ele, acho que merecia ao menos, correr ate o fim da temporada, trocar ele por Davidson ou ate Sato (???), seria pra mim, uma imensa burrice e precipitação...

EDIT: Esqueci de comentar... O Blog passou de 500 visitas, desde sua reativação, muito obrigado a todos, voltem sempre e assinem meu feed :D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog produzido por: Thiers - Recife - PE - Brasil - 2014