quinta-feira, 30 de abril de 2009

F1: Teto orçamentário aprovado para 2010...

...porem pra mim, nem tudo são flores...

Foi aprovado hoje o teto orçamentário para a temporada 2010 da F1, ao inves dos 30 milhões de euros, o teto será de 40 milhões, cerca de 129 milhões de reais. Certamente é uma bela atitude na ação que vem sendo feita nos ultimos tempos pra se reduzir custos na F1, e é um teto bem aceitável...

...porem, são suas brechas que me preocupam...

Quem ficar no limite do teto, terá claro vantagens, poderá ter maiores liberdades técnicas e o uso de peças não disponíveis, como asas ajustáveis, motores sem limite de giros, testes ilimitados e sem limites de uso de tuneis de vento...

...mas me pergunto, com um teto tão baixo, da pra fazer isso tudo, alem do que ja vem sendo feito esse ano? Quer dizer, da pra testar mais do que ja se testa esse ano? Da pra usar tanto a mais assim um tunel de vento?

Mas o que me preocupa não é nem isso, é que uma equipe não é obrigada a respeitar o teto, ela pode ultrapassá-lo, porem, não terá nenhuma das "regalias" que falei ai emcima, ou seja, vai ter que correr, como se estivesse em 2009, ou seja, a F1 vai acabar se dividindo, em quem fica ate o teto e quem o ultrapassa...

...e ai vem a pergunta, e quem ficar ate o teto, será mesmo competitivo com quem pode ultrapassa-lo?

...e quem por exemplo, na metade final do campeonato, ultrapassar o limite, ficara com a vantagem do uso de suas regalias na primeira metade do ano? Ou seria feito um plano orçamentário no inicio do ano, que deverá ser seguido absolutamente a risca? Acho bem dificil isso existir e o teto ser assim respeitado...

...pois vale lembrar, que multas de punições, tambem estão inclusas nos 40 milhões do teto...

Enfim, tem muita coisa pra ser discutida ai, eu me preocupo com essa divisão na F1, meio que ela vai acabar tendo duas categorias dentro de uma só, mas bom saber que o limite de equipes passou de 12 para 13, com isso 26 pilotos podem correr na F1, fora que tem equipes pra entrar, como a USGPE, a Aston Martin (com David Richard), a ISport, da GP2 e dizem que uma da A1GP tambem entraria...

...claro, ai seriam 28 carros, mas nada que uma regra simples no treino de classificação não resolva, os dois ultimos, ficam de fora do GP, simples...

...mas claro, que Bernie Ecclestone vai pensar numa regra bem mais complicada que essa pra ser usada, não tenham duvida...

Outra novidade, o peso minimo dos carros, sobe de 605 para 620kg, isso claro, pra aliviar a reclamação das equipes, sobre o peso do KERS, ou seja, ele continua pelo que tudo indica, e torço pra isso, porem que seja com TODOS usando, com um padronizado pra novas equipes e tudo mais...

Boas noticias, umas preocupantes, mas boas notícias, vamos ver com o passar do tempo como tudo isso se define...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog produzido por: Thiers - Recife - PE - Brasil - 2014