domingo, 13 de setembro de 2009

F1: Barrichello vence novamente em Monza...

...nova vitoria do brasileiro ajuda a calar muitos críticos de plantão.

E deu Brawn novamente, em nova dobradinha da equipe mais despatrocinada e vencedora da atual temporada da F1. E tivemos novamente Barrichello na frente, vencendo de forma incontestável, quase igual à Valência, onde precisou fazer voltas rapidas a corrida inteira, onde deu certo novamente a estrategia de Ross Brawn, que quando tenta MENOS pits, da certo, diferente de quando tenta mais do que o normal e... ces sabem...

Button ficou em segundo, mas o tempo todo ficou na cola do brasileiro, diferente da narração global que insistia numa supremacia de Barrichello, mas não foi tão assim, a briga foi dura contra Hamilton que saiu na pole e foi lider por quase toda a corrida, perdendo depois de seu segundo pit, sendo superado pelas Brawns...

...e Hamilton consegue mostrar novamente que ainda é imaturo, tendo um terceiro lugar garantido, tentou de forma alucinante chegar em Button, segundo e acabou errando e batendo na ultima volta, eu critico quando Galvão fica pegando no pe dele o tempo inteiro, mas hoje nem pegou, e merecia...

O mais curioso foi Raikkonen, que vinha em quarto e herdou o podio depois do erro do ingles da Mclaren, mas novamente sofreu pressão a corrida inteira de uma Force India, dessa vez de um incrivel Sutil que fez sem duvida a melhor corrida de sua carreira na F1, merecia até o podio, chegou totalmente colado em Kimi, se tivesse o KERS hein...

...por sinal, Liuzzi, voltando à F1 vinha fazendo uma corrida fantastica tambem, porem quebrou e ficou no caminho, mas fez uma otima volta à categoria e fica provado que quando não se precisa pressão aerodinâmica, o carro da Force India anda muito, porem sabemos que em casos assim, o carro é mais motor em si do que o proprio carro e o motor Mercedes, que equipa os carros indianos, é de longe o melhor da atual F1, mas não deixa de ser um bom carro, quando se precisa de pouca asa, diferente de quando a pressão é necessária...

...ou seja, proxima etapa é Cingapura, depois Suzuka, ou seja, pistas que precisam de pressão nas asas, então, fim de show da Force India... sera?

Falando em fim de show, parece que acabou o efeito de super piloto de Fisichella, fez uma corrida discretíssima, porem é justificada, não conhecia o carro, nào pode testa-lo, nunca usou KERS, estreava numa Ferrari, na Italia, em Monza e sendo italiano, quer dizer, é muita pressão, qualquer um iria tremer na base, e no fim, até que não fez uma corrida ruim...

...certamente foi 1000 vezes melhor que BADoer seria, alias, prometo que não falo mais desse looser aqui, que caia no ostracismo de uma vez...

Campeonato esta aberto? Ainda, mas tudo indica que Button deve mesmo confirmar o titulo, só precisa continuar completando as provas e pontuando um pouco por etapa, pois mesmo que Barrichello tente muito, 14 pontos em 4 corridas é dificil, POREM baseando nas ultimas etapas, NADA impossivel e sim MUITO provavel que consiga, até porque...

...se a Red Bull continuar fazendo corridas medonhas como as de hoje, a Brawn agradece, Webber ficou na primeira volta e Vettel foi somente 8th, alias, a equipe mais despatrocinada do grid se fizer mais 7,5 pontos, ja será campeã de construtores com 3 corridas restando, um feito maravilhoso de uma equipe que nasceu quase que na base da tora, numa equipe falida no fundo do poço, com motor contratato às pressas e com dois pilotos tidos como virtuais aposentados, a Brawn vem dando uma aula de como se gerir uma equipe de F1 com competência, sem orçamentos astronomicos...

...e merece sim ter um de seus pilotos campeão e o outro vice e que venha a bela etapa de Cingapura...

...sobre a do ano passado, parece que a coisa sobre Nelsinho-Renault-Briatore esfriou um pouquinho, ao menos a Globo não falou nada na corrida, claro, levou um cala a boca dos patrocinadores, vide Renault e não devem mais falar no assunto mesmo, literalmente, calaram o Galvão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog produzido por: Thiers - Recife - PE - Brasil - 2014