domingo, 21 de março de 2010

F1: Ayrton Senna faria 50 anos hoje...

Mas me pergunto... e dai?

Quem me acompanha, conhece, convive, sabe o quanto eu sou fã de Ayrton Senna, sou fã incondicional, tenho ele como ídolo, como exemplo de pessoa, de homem, de brasileiro, de piloto, só não é mais ídolo pra mim, do que o meu já falecido pai, mas isso não vem ao caso...

O caso é, hoje Senna estaria fazendo 50 anos de idade, morreu com 34 anos quando bateu na fatídica curva Tamburello do circuito de Ímola, no GP de San Marino de 1994, bateu e morreu na hora, mas na liderança, como merecia estar, caso sua morte fosse provocada por um acidente na F1, não errou, não fez besteira, o carro quebrou, foi reto na curva, a suspensão se soltou, foi à sua cabeça e o matou, isso o matou, uma barra da suspensão quase que estratégicamente penetrou na cabeça e se soltou, sem ficar cravado, para nossa sorte, pois a cena seria bem traumática e chocante...

...ok, hoje é o seu aniversário, quer dizer era, faria 50 anos hoje se estivesse vivo, mas... e daí?

Creio que muitos dos que falei que me conhecem, vão estranhar essa minha reação ou achar que ja não sou mais tão fã assim, mas não mudei em nada, o S do Senna ainda me acompanha na janela do meu quarto e na tampa traseira dos carros que dirigi, inclusive no meu atual, agora não é porque sou fã assim, que vou achar um pouco, ou muito ridículo, esse aue todo em torno dessa data, deste "acontecimento"...

Eu acho comemorar "aniversário" de quem já morreu, algo muito ridículo, ninguem faz aniversário depois de morto, não existe isso de Senna 50, só e somente existe Senna 34, ele morreu com 34 anos, não fez 35, 40, 45, muito menos 50 anos, como iriamos cantar parabéns pra ele? Todos ao redor do seu túmulo, com bolo na mesa esperando pra ele apagar as velinhas?

Sempre acho legal se homenagear grandes pessoas que ja morreram, seja quando for, a ocasião que for, mas acho que fazer isso hoje, em virtude de um "aniversário" de quem já morreu, é algo sem qualquer nexo...

...e Senna não precisa disso, nunca precisou, homenagem forçada não tem muita graça...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog produzido por: Thiers - Recife - PE - Brasil - 2014